O mínimo que você precisa saber sobre JSON para ser um bom programador!

Por ser um dos formatos mais utilizados para comunicação entre serviços web (webservices), principalmente quando estamos falando de APIs REST, entender o que é e como funciona um JSON é primordial para qualquer pessoa que deseja trabalhar com desenvolvimento de softwares. E neste post você vai aprender tudo que precisa saber para trabalhar com o famoso JSON.

Neste post você vai ver:

  • O que é JSON
  • Porque saber usar JSON é essencial para sua carreira
  • A Sintaxe básica do JSON
  • Os tipos de dados do JSON
  • Como manipular objetos JSON
  • Como trabalhar com JSON no Javascript
  • O que estudar depois de saber JSON

O que é JSON

O que é JSON

JSON é um formado de representação de dados baseado na linguagem de programação Javascript, daí o nome JavaScript Object Notation. Ou seja, Notação de Objeto em Javascript.

Vamos pensar no exemplo de um objeto pessoa com nome Pedro e altura 1,90. A representação deste objeto em JSON ficaria assim:

{
    "nome": "Pedro",
    "altura": 1.90
}

Este é um exemplo bem simples, mas neste post você vai ver que o JSON não vai muito além disso.

O mais importante que você precisa saber sobre o JSON é que ele é composto por chave/valor (ou no inglês key/value), as chaves representam os nomes dos atributos da classe e os valores, bem, são os valores do objeto.

No exemplo acima, temos as chaves nome e altura e os valores Pedro e 1.90, respectivamente.

Porque saber usar JSON é essencial para sua carreira

Dificilmente se cria softwares que sejam isolados do mundo, sem comunicação com outros sistemas. Seja em uma aplicação Web, Mobile, ou até mesmo Sistemas Embarcados, quase sempre é necessário fazer um software se comunicar com outro.

Quem quer criar aplicações para usuários finais (aplicativos mobile, web, desktop, etc.) deve se preocupar com os formatos de dados e os protocolos de comunicação mais comuns para este fim. E neste contexto dois formatos de dados são os mais usados para comunicação na WEB. São eles: XML e JSON.

Para sistemas mais modernos o JSON é muito mais utilizado para comunicação do que o XML. Por isso, se você pretende trabalhar com aplicações mobile e web, entender JSON é de extrema importância.

Mas pode ficar tranquilo que JSON é muito fácil de entender. Vamos começar pelo básico!

A Sintaxe básica do JSON

A sintaxe de um JSON é bem simples como já adiantei anteriormente, mas agora vamos aprofundar um pouco mais.

Vejamos os elementos básicos do JSON.

  1. { e } - delimita um objeto.
  2. [ e ] - delimita um array.
  3. : - separa chaves (atributos) de valores.
  4. , - separa os atributos chave/valor.

Entendendo estes quatro elementos básicos você já será capaz de ler um JSON com mais facilidade.

A leitura simples de um JSON é que ele representa um objeto que tem atributos e cada atributo tem valores.

Os JSONs são estruturados em objetos e/ou arrays (ou listas). Os objetos são representados por chaves { } e os arrays são representados por colchetes [ ].

Essa é a primeira coisa que você deve olhar no JSON: Onde estão as chaves e os colchetes?

Identificando estes dois tipos de estruturas voce já sabe se os dados serão acessados por chaves (quando for um objeto), ou por índices/números (quando for um array).

Além disso, tem algumas outras regras, nos objetos os atributos devem seguir de um caracter : (dois-pontos) e o valor do atributo. E os atributos devem ser separados por , vírgulas.

Já os arrays só podem ser de um determinado tipo de dados (veja a próxima sessão), não pode misturar texto com número, por exemplo.

>> O que são Vetores e Matrizes (arrays)

Veja abaixo um exemplo de objeto e um exemplo de array.

{
    "atributo1": "valor1",
    "atributo2": 2,
    "atributo3": true
}

[2,4,5,6]

Outro ponto interessante é que um objeto JSON pode ter atributos do tipo array e um array pode ser do tipo objeto ou array. Confuso? Veja o exemplo abaixo pra entender melhor.

{
    "atritutoDoTipoArray" : [1,2,3,54]
}

[{
    "a":1
},{
    "b":1
]

Ah! Tanto array quando objeto podem ser vazios em JSON. Assim:

{}
[]

Os Tipos de dados do JSON

Além de objeto e array serem considerados os tipos de dados principais. O JSON também tem os tipos de dados primitivos que nós já falamos aqui no { Dicas de Programação }.

Os tipos de dados básicos do JSON são:

  1. string - separados por aspas (duplas ou simples). Ex. "Brasil" ou 'Brasil'
  2. número - sem aspas e pode ser inteiro ou real, quando for do tipo real deve-se usar o caractere . (ponto) para separar a parte inteira das casas decimais . Ex. 1 (inteiro) ou 23.454 (real)
  3. booleano - tipo lógico normal, pode assumir valores true ou false.
  4. nulo - este é o valor nulo mesmo. Ex. { "nome" : null }

Veja abaixo um exemplo de objeto JSON com todos estes tipos de dados.

{
    "texto" : "Brasil",
    "numero" : 23,
    "numeroReal" : 54.87,
    "booleano": true,
    "nulo": null
}

Como manipular objetos JSON

Ao longo da sua vida como desenvolvedor você vai precisar trabalhar com JSON executando algumas tarefas básicas, como:

  1. Converter uma String (texto) para um objeto JSON;
  2. Converter um objeto JSON para String;
  3. Ler os dados dos atributos de um JSON;
  4. Inserir e alterar os dados dos atributos de um JSON;

Em algumas linguagens de programação é muito fácil manipular objetos JSON, em outras já é mais complicado um pouco, mas também, nada de outro mundo.

Vamos ver alguns exemplos de como manipular JSON em uma das linguagens mais utilizadas no mercado de trabalho hoje em dia: Javascript

Como trabalhar com JSON no Javascript

Obviamente a linguagem mais simples de se trabalhar com JSON é o próprio Javascript. Aliás, JSON tem Javascript até no nome, lembra? JavaScript Object Notation.

Vejamos então como executar as ações básicas sobre JSON com Javascript.

1. Converter uma String (texto) para um objeto JSON;

É muito comum você receber um JSON no formato de String e precisar transformar essa String em um JSON.

Para isso basta usar a função JSON.parse() passando a string como parâmetro.

Por exemplo:

var texto = '{"atributo1": "valor 1", "atributo2": 23}';

var objeto = JSON.parse(texto);

console.log(objeto);

Você pode encontrar mais detalhes neste outro post aqui:

>> Javascript: Como converter string em objeto JSON

2. Converter um objeto JSON para String;

Outras vezes precisamos fazer o caminho contrário, transformar um objeto JSON em String.

Para isso basta usar a função JSON.stringify() passando o objeto como parâmetro.

Por exemplo:

var objeto = {"atributo1": "valor 1", "atributo2": 23};

var texto = JSON.stringify(objeto);

console.log(texto);

>> Javascript: Como converter um objeto JSON em string

3. Ler os dados dos atributos de um JSON;

Existem duas formas de ler o valor de um atributo de um objeto json.

A primeira é através do ponto (.), você escreve o nome do objeto ponto (.) e o nome do atributo.

A segunda maneira é com colchetes e uma string com o nome do atributo.

Vamos ver um exemplo...

Suponhamos que temos um objeto como o do exemplo anterior e queremos acessar o atributo1, podemos fazer isso desses dois jeitos:

var objeto = {"atributo1": "valor 1", "atributo2": 23};

console.log(objeto.atributo1);

console.log(objeto['atributo2']);

A saída deste script é essa:

valor 1
23

>> Javascript: Como ler os dados dos atributos de um objeto JSON

4. Inserir e alterar os dados dos atributos de um JSON;

Os objetos JSON do Javascript são dinâmicos. Isso significa que eles podem ter a sua estrutura modificada.

Logo, você consegue adicionar novos atributos a um objeto dinamicamente, bem como alterar o valor dos atributos já existentes.

Veja o exemplo abaixo:

var objeto = {"atributo1": "valor 1", "atributo2": 23};

objeto.atributo1 = 'outro valor'
objeto['atributo3'] = 'atributo que não existia'

console.log(objeto.atributo1);
console.log(objeto.atributo3);

A saída deste script é essa:

outro valor
atributo que não existia

Perceba que você pode alterar os valores dos atributos do objeto da mesma forma que você acessa um atributo, ou seja, com o ponto (.) ou com os colchetes.

>> Javascript: Como alterar os dados dos atributos de um objeto JSON

O que estudar depois de saber JSON

JSON é um formato de representação de Objetos muito utilizado na atualidade, principalmente para comunicação entre sistemas através de APIs REST.

Se você se interessou em entender o que é JSON, muito provavelmente você também tem interesse em desenvolvimento de aplicações Web e Mobile e comunicação entre Front-end e Back-end.

Por isso, eu tenho algumas sugestões de coisas que devem ser estudadas se você pretende ser um bom desenvolvedor web/mobile.

Aqui está a minha lista de sugestões:

  • Funcionamento básico de um servidor Web
  • Funcionamento do Protocolo HTTP
    • Estrutura de uma requisição HTTP
    • Estrutura de uma resposta HTTP
    • Cabeçalhos HTTP
    • Métodos HTTP (também conhecidos como verbos HTTP)
    • Códigos de resposta e seus significados
    • GET vs POST
  • APIs REST e RESTFul
  • Segurança na Web com protocolo HTTPS
  • Controle de acesso (CORS)
  • Implementar uma API REST (escolha uma linguagem utilizada no backend)
  • Autenticações OAuth, OAuth2, SAML, etc.

Enfim, essa é uma listinha básica que percebo que falta de conhecimento para muitas pessoas que estão ingressando nessa área de desenvolvimento de softwares.

Se você estudar essas coisas já estará na frente de no mínimo 50% dos atuais programadores web. #FICADICA

Curtiu? Compatilhe este post com seus amigos.

Se tiver alguma dúvida, sugestão ou crítica, fique a vontade para postar nos comentários.

Twitter
Google
Facebook
LinkedIn
Email